Pular para o conteúdo principal

Sandália da Bia

Semana passada apresentei pra vocês a minha segunda experiência com bolsas de crochê. A primeira foi uma carteira, para noite, que dei de presente para a mãe da Bia, mas não tenho foto...

Para hoje, escolhi uma sandália de salto baixo, que dei de presente de aniversário para a Bia.
Esta é a minha primeira experiência. Já tinha vistos algumas sandálias e chinelos, de pedrarias e crochê, e estava louca para fazer um.

Inicialmente pensei um fazer um chinelinho de praia, aproveitando a sugestão da Mary (blog Ensinar com Prazer), mas não consegui achar a sandália na cor e tamanho que eu queria. Então, numa das minhas buscas, encontrei na Caçula, uma base de sandália para macramé, muito interessante, pois tinha diversos modelos, com salto rasteirinho, baixo e alto. Gostei tanto que acabei comprando modelo de salto baixo preto.

Com a compra, desisti do chinelo e comecei a pensar nas opções para a sandália. Acabei me decidindo por usar a flor da bolsa que postei na semana passada.

Como ela não tem uma receita, vou descrever, a seguir, como eu fiz:
  • comprei uma base de sandália de salto baixo, usada em macramé. Ela vem com três alças de elástico, nas posições para prender as tiras e uma bolinha plástica em cada uma, que eu cortei, pois fiquei com medo de machucar o pé;

  • usando a linha mesclada (Camila fashion cor 3020), segui o gráfico 2, da Bolsa e fiz a flor até a 6 a carreira, sem arrematar;

  • posicionei a flor de forma que uma das pontas ficasse alinhada com a alça elástica superior, conforme esquema ao lado e comecei a sétima carreira, unindo a flor a alça de elástico (2 correntinas e 1 ponto baixo);

  • continuei a fazer a carreira 7 e ao chegar a próxima ponta, da mesma forma que na primeira, fiz a junção entre a flor e o elástico, repetindo uma vez mais para a última alça;

  • arrematei a flor;

  • em uma agulha de costura, passei o fio mesclado e prendi uma conta de cristal plástico fracetado azul de 6mm em cada um dos espaços da terceira carreira e um de 8mm no miolo.

As fotos da sandália, o gráfico da flor e o esquema de montagem podem ser vistas a aqui.
Só agora que percebi que poderia ter tirado fotos de outros ângulos, mas ...
Bom acho que mesmo assim dá para ter uma idéia de como ficou. Espero que gostem.
Uma fantástica e bem-humorada semana para todos! Até domingo.
Qualquer coisa ....
beijinhos
Tina
Prazer em Servir
2 comentários

Postagens mais vistas

Bolero crochê branco com ponto rendado

Eu adoro os trabalhos da Marisa Justo. Numa das minhas visitas ao blog dela (não deixem de visitar!), me apaixonei por um dos boleros que ela havia feito: o bolero prata feito com ponto rendado.

Ele é muito bonito e fácil de fazer: é um retângulo, que costuramos as pontas para fazer as cavas.

O trabalho foi publicado numa revista e, não me lembro como, consegui uma cópia. Eu tinha comprado um fio com elastano - Sunny, da Línea Itália - que seria perfeito para esse tipo de trabalho.


Como eu sou um pouco friorenta, resolvi acrescentar uma manga no bolero. Assim, na cava, ao invés de 3 carreiras de ponto alto, fiz 1 carreira de ponto alto e depois segui fazendo carreiras com 3 p.a e 1 corrente, até atingir a altura do cotovelo. Como acabamento, fiz um biquinho básico: 3 cor. 1p.a no mesmo ponto, pular 2 p.a, fazer 1 ponto baixo no ponto seguinte.



A receita, os gráficos e as fotos do meu bolero podem ser vistas a aqui.

Para ver o original e, ainda outros trabalhos maravilhosos, viste o…

Xale de crochê rosa mesclado

Bom dia!!!! Tenho andado muito atarefada no trabalho e não tive tempo de postar nada no blog.

Hoje amanheceu chuvendo e a temperatura voltou a baixar. Assim, vou postar uma peça que tanto pode ser usada no inverno, na meia estação ou no verão, dependendo do fio que foi utilizado. O trabalho de hoje é um xale.

A receita foi publicada na Revista Tricô & Crochê, da Editora Minuano

Para fazê-la, utilizei o fio Allegro, na cor Penélope, da Línea Itália e agulha de crochê 4 mm.


A diferença em relação a receita é que ao invés de franjas, coloquei um bico para dar um acabamento diferente.

As fotos, a receita, a foto da revista e o gráfico do bico, podem ser vistos a aqui.

Uma fantástica e bem-humorada semana para todos!

Qualquer coisa ....

beijinhos

Tina

Prazer em Servir

PAP da trança em tricô

Oi gente, voltei!! Depois de tantos meses fora dos ar! Agradeço a todos pelo carinho e pelos comentários. Infelizmente o trabalho não tem me deixado muito tempo. O tempo estava tão curto que fiz muito pouca coisa, mas vou começar pagando meus débitos (rsrsrsrs).

A Ceci do blog Tricô com Ceci não entendeu como foi feita a trança. Assim, resolvi fazer um PAP da trança da bolsa que postei no dia 04.jan.09.

A trança que vamos fazer é bem simples: tem apenas duas pontas. É como se pegássemos uma echarpe, dobrássemos ao meio e trançássemos, passando a ponta da direita para o lado esquerdo e a ponta do lado esquerdo para o direito.

Com essa imagem em mente, vamos passar para a trança de tricô. Diferentemente de quando trançamos a echarpe, a nossa trança é apenas um detalhe, ou seja, não vamos usar todos os fios para fazê-la. Dessa forma, precisaremos definir a largura da trança (quantidade de fios). No caso da amostra do PAP, ela tem 12 pontos e a trança será feita com os seis (6) pontos centra…